8 dicas para otimizar seus anúncios do Facebook

Como gerar leads com Google Ads no B2B?
cropped-favicon.png

Desbrava

Compartilhe nas Redes Sociais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O Facebook continua sendo um dos canais de aquisição prioritários para as empresas hoje. Para preparar uma campanha você vai precisar do suporte de boas ferramentas para que possa configurar o público da campanha, entender a faixa etária mais adequada, o gênero, os assuntos de interesse e os conteúdos – artes de posts e textos –, com o objetivo de aumentar as chances de conversão nos seus anúncios.

É aí que faz toda a diferença o uso de ferramentas de insights focado em redes sociais, como o Social Analytics da Desbrava. A nossa plataforma oferece insumos para te apoiar durante todo ciclo de uma campanha de marketing digital: da criação até o monitoramento da performance e comparação com o desempenho dentro do seu mercado e perante a concorrência. 

Dito, isso, confira agora nossas dicas para otimizar sua publicidade!

Para se comunicar, se dar a conhecer, alcançar novos clientes potenciais e potenciais leads, qualquer empresa deve definir uma estratégia de marketing. Neste último, é imprescindível considerar diferentes alavancas de aquisição, a fim de testar aquelas que mais funcionam e geram o melhor ROI. Entre as alavancas essenciais, podemos citar: influenciadores, email marketing, Google Ads, SEO, marketing de conteúdo e redes sociais. Dependendo do público-alvo, as redes sociais privilegiadas são diversas: Facebook, Instagram, LinkedIn ou mesmo Snapchat e Twitter.

Embora a morte do Facebook tenha sido anunciada várias vezes, a rede social continua sendo um canal essencial, por meio do qual 1,6 bilhão de pessoas no mundo estão em contato com uma pequena empresa. A rede social tem mais de 2,45 bilhões de usuários ativos mensais. A rede social de Mark Zuckerberg é, portanto, uma bênção para as empresas, que são mais de 60 milhões na rede social. 75% das marcas operam a plataforma e anunciam por meio de anúncios no Facebook Ads.

O Facebook Ads é um formato que evoluiu muito desde o seu lançamento, mas o seu funcionamento continua o mesmo. O primeiro passo é definir o objetivo a ser alcançado: notoriedade, consideração, conversão. Em seguida, vem a configuração da campanha com o público, as veiculações, o orçamento, o formato do anúncio e por fim a otimização deste. Se você está procurando dicas sobre como otimizar suas campanhas e quer se beneficiar das recomendações, confira nossas 8 dicas para otimizar seus anúncios no Facebook!

1- Teste A / B

Esta é uma regra essencial para todo negócio: a criação de uma landing page, a jornada do usuário e, sem surpresa, os anúncios no Facebook. Para encontrar a combinação mais eficaz de formato, bordão e recursos visuais, é preciso testar. Você pode fazer isso lançando uma campanha publicitária com vários anúncios, tendo o mesmo objetivo, mas apresentados de forma diferente. Um vídeo em vez de uma imagem, um vídeo mais longo, apelo a ações diferentes, um teaser diferente, emoticons ou não, Formal vs. Informal, páginas de destino diferentes, etc. O Facebook oferece uma ferramenta de teste A / B para modificar variáveis.

Defina um limite de tempo para que os anúncios sejam veiculados para obter resultados reais e ajudá-lo a tomar uma decisão. Por exemplo, lance uma campanha de 3 dias e no final veja qual anúncio tem as estatísticas mais interessantes (CPC, CTR…).

2- Trazer valor agregado

Anunciar no Facebook é uma coisa boa, mas uma vez que seus anúncios são veiculados, eles competem com centenas, milhares de anúncios. Portanto, é fundamental marcar a diferença e se destacar por oferecer conteúdos originais e úteis que despertem o interesse do público-alvo. Para isso, é fundamental dedicar tempo à criação de seus anúncios. As palavras escolhidas devem ser simples. Se você oferecer uma oferta especial como “compre = ganhe”, deve ser fácil de entender. As imagens devem ser escolhidas com cuidado e respeitar os formatos impostos pelo Facebook. As imagens não devem conter muito texto, caso contrário, o Facebook mostrará menos ou será rejeitado por completo.

3- Chame especialistas

Entender como o Facebook funciona e como os anúncios do Facebook se tornou uma profissão por si só. Às vezes, vale a pena chamar especialistas em vez de fazer o serviço internamente.

Muitas agências se especializaram em anúncios sociais e, às vezes, até em uma única rede social, como as agências do Facebook. Eles têm suas próprias ferramentas e recursos e ajudam as empresas a criar, gerenciar e otimizar campanhas eficazes. Marcas e empresas confiam, assim, seus objetivos, seus orçamentos e deixam para uma agência do Facebook a gestão das campanhas. Graças a recomendações estratégicas, essas agências também podem treinar equipes internas, a fim de entender como funcionam os Anúncios do Facebook e utilizá-los da melhor maneira possível.

4- Instale o pixel do Facebook

O Facebook permite que você crie e instale um pixel em seu site. Depois de instalado, o pixel permite acompanhar as ações dos visitantes. Dentre as ações podemos citar: inserção de um item na cesta ou eventos personalizados. A vantagem do pixel do Facebook é que ele permite que os anúncios sejam veiculados para um público que já realizou uma ou mais ações específicas. Ao redirecionar essas pessoas, você pode levá-las mais longe na jornada de compra e transformá-las em clientes! O pixel do Facebook também possibilita alcançar as pessoas com maior probabilidade de realizar uma ação.

5- Alvo!

O Facebook oferece públicos customizados ou públicos personalizados. Este último evita atingir um público muito grande para obter resultados às vezes decepcionantes. Com os públicos personalizados é possível, assim como no pixel do Facebook, atingir pessoas que já interagiram com sua empresa, por meio de sua página do Facebook, de seu aplicativo ou ainda importar um arquivo com um banco de dados de clientes. Essas pessoas já manifestaram interesse no seu negócio, a ideia é seduzi-las novamente, para que finalizem o carrinho, comprem ou simplesmente não se esqueçam de você!

6- Use o Facebook Looklike

O Facebook possibilita por meio do Lookalike Audiences, também conhecido como Lookalike, por atrair novas pessoas que possam se interessar pelo seu negócio, seus produtos, porque têm coisas em comum com seus clientes atuais. Para simplificar, graças ao pixel do Facebook os assinantes da sua newsletter, ou as pessoas que interagem com a sua empresa no Facebook. O Facebook é capaz de identificar novos perfis que apresentam pontos em comum com os seus visitantes e clientes atuais e criar automaticamente uma audiência. Os anúncios são, portanto, veiculados para um público que se parece com seus clientes atuais e ainda não conhece sua empresa. Graças ao Facebook Lookalike, você amplia sua clientela alcançando pessoas que, sem dúvida, estarão interessadas em seu negócio.

7- Crie vídeos!

O vídeo é O conteúdo dos últimos anos. Sem surpresa, o Facebook promove muito o uso de vídeo. Os vídeos podem ser postados no feed de notícias do Facebook, mas não só. Na verdade, o Facebook lançou várias iniciativas para incentivar marcas e anunciantes a apostarem no vídeo. Assim, eles podem ser transmitidos entre dois vídeos orgânicos no Facebook Watch ou antes, durante ou depois da transmissão do conteúdo de vídeo: stream de vídeos do Facebook. Os vídeos utilizados podem ser diversos, dependendo do seu objetivo: destacar o seu principal produto, um depoimento de um cliente, a história da sua empresa … Não se esqueça de incluir legendas nos seus vídeos, para que possam ser compreendidos mesmo sem som. A narrativa é essencial para captar a atenção do público durante os primeiros três segundos.

8- Analise o desempenho de seus anúncios

Os anúncios estão sendo veiculados e os resultados estão aí. Bem, isso é o que você pensa. Para entender se seus objetivos estão sendo alcançados e se seus custos não são muito altos, é essencial analisar os resultados da publicidade. Para isso, o ad manager oferece uma grande quantidade de dados. Dependendo de seus objetivos, certos indicadores serão essenciais. Por exemplo, você pode observar os resultados por dispositivo e canal para ver se o seu CPC, por exemplo, é menor no celular e no feed de notícias. Também é possível criar relatórios publicitários recorrentes de forma a obter um relatório totalmente personalizado x vezes por semana, por mês com os indicadores mais relevantes.

O Facebook é uma alavanca de aquisição essencial, e seria uma pena desprezar ou abandonar por falta de conhecimento sobre o assunto! O algoritmo do Facebook evolui com frequência, mas em qualquer caso, lembre-se de que experimentar é a chave para encontrar a abordagem que funciona melhor para você!

Conheca-a-nossa-Ferramenta-de-Monitoramento-de-Redes-Sociais

Teste gratuitamente por 30 dias:

Desbrave as possibilidades com a gente, faça parte da Desbrava Data.