5 passos para preparar o seu negócio

5-passos-para-preparar-o-seu-negocio
cropped-favicon.png

Desbrava

Compartilhe nas Redes Sociais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Embora pareça estranho e algo ainda muito futurista, a busca, consulta de preços e compra de produtos e serviços por voz já está disponível para boa parte da população, inclusive para quem usa smartphones. O recurso de busca de produtos e serviços por voz funciona da mesma forma que a busca de um endereço por voz no Google Maps, no Waze, ou na função digitar por voz no Whatsapp. Além das funcionalidades de busca por voz, que geralmente já vem integradas aos sistemas operacionais do telefone, pesquisas mostram o fenomenal crescimento de dispositivos ativados por voz, como o Amazon Echo ou Google Home, impulsionado pela mudança rápida na forma como os compradores procuram informações online.

Portanto, como compradores, já temos a opção de pesquisa por voz já disponível em nossos smartphones, tablets ou assistentes de voz. Vinte por cento das consultas móveis foram feitas por voz em 2016, com a ComScore prevendo que 50 por cento de todas as pesquisas serão feitas por voz nos próximos três anos. E se você precisar de mais provas: Amazon relatou que o Echo Dot foi o produto mais vendido de qualquer fabricante, em qualquer categoria, em toda a Amazon globalmente na Cyber Monday 2017.

Então, o que as marcas devem fazer agora para preparem-se para a vez da voz?

É claro que as compras ativadas por voz são grandes e vão ficar maiores -mas muitas empresas não têm ideia por onde começar com suas estratégias de voz.

Para ajudá-lo a superar essa barreira, destacamos cinco táticas a serem consideradas focando no momento presente. Você vai se surpreender ao descobrir que a otimização do e-commerce básico, por exemplo, um bom ranqueamento nas ferramentas de busca, descrição precisa do produto, bem como produtos de alta qualidade e bons preços, são a base para uma estratégia de voz de sucesso.

1. Procure uma designação Amazon’s Choice

A pesquisa por voz muda drasticamente a forma como os resultados são fornecidos aos consumidores: o comprador faz uma pergunta e ouve uma resposta, o que significa que é essencialmente apenas um resultado é dado (qualquer coisa que a Alexa e seu algoritmo recomendem!)

Ao contrário das compras tradicionais baseadas na web de hoje, não há noção de classificações de pesquisa e, de fato, atualmente não há como para patrocinar os resultados da pesquisa em dispositivos de voz como o Echo. Isso significa que é ainda mais importante para uma marca aparecer como o único resultado que Alexa lê, se você fizer uma pesquisa geral consulte, por exemplo: cereal.

Então, como você se torna o favorito de Alexa?

A consultoria Bain & Co. descobriu que se um comprador está fazendo uma compra pela primeira vez de um determinado item sem especificar uma marca, Alexa frequentemente recomenda produtos “Amazon’s Choice” como principal resultado da pesquisa.

Amazon’s Choice é um rótulo aplicado a produtos que podem ser adquiridos diretamente do Amazon Echo, identificando “a melhor escolha” de produtos em resposta à consulta de pesquisa de um comprador ou pedido de voz.

Quando os compradores usam o Echo para fazer uma compra, a Amazon primeiro procura produtos qualificados pelo Prime em seu histórico de pedidos e ofertas para compra. Se um item correspondente não for encontrado lá, Alexa irá procurar por itens “Escolha da Amazon” em seguida, e pesquisar através de todos os produtos elegíveis Prime.

A classificação Amazon’s Choice tem o potencial de estabelecer produtos individuais como a primeira ou única opção apresentada quando pesquisas sem marca são realizadas por compradores. E enquanto a Amazon não revela como os produtos são incluídos na lista Amazon’s Choice, os produtos tendem a ser bem avaliados e com bons preços qualificados para envio Prime.

2. Adote a otimização de pesquisa por voz

Se Alexa não encontrar um produto Amazon’s Choice, então irá adquirir produtos que sejam mais relevantes para as palavras-chave fornecidas pelo comprador. Aqui, é importante saber que a pesquisa por voz ou como pesquisas faladas tendem a ser mais ‘long tail’ do que pesquisa de texto. Uma pergunta verbal tem um comprimento maior, o que significa que tem mais palavras, enquanto as pesquisas de texto são normalmente mais curtas – geralmente cerca de 1-3 palavras.

Por exemplo, uma pesquisa típica em texto pode ser:

Restaurantes em Recife. Compare isso com uma pesquisa orientada por voz e orientada para a ação que pode perguntar: “Quais restaurantes estão abertos para almoço em Recife?

Por isso, é importante otimizar frases para imitar como as pessoas realmente falam. A marca de bebidas alcoólicas Diageo declarou publicamente sua mudança de foco para frases de pesquisa de conversação, e muitos dos esforços de pesquisa por voz envolvem brainstorming sobre o que é falado naturalmente e perguntas podem ser feitas sobre suas marcas via voz.

De acordo com o chefe de inovação digital da empresa, Benjamin Lickfett, chegará um momento em que muitas pesquisas não serão como “muay thai” na forma de texto; em vez disso, será “como fazer um muay thai” uma pergunta verbal. Quando isso acontecer, Lickfett acredita ser um mercado onde “o vencedor leva tudo”, pois os agentes de voz fornecerão respostas instantâneas em vez de uma página com uma lista de resultados.

3. Organize o conteúdo do seu produto

Quando um comprador da Amazon pede à Alexa para “me contar mais” sobre um produto, eles ouvirão uma ou mais características antes de perguntar se você deseja comprá-lo. Este conteúdo curto e com marcadores será melhor apresentado quando mantido livre de caracteres especiais, letras maiúsculas e pontuação, como dois pontos.

Quando confrontado com frases prolixas, Alexa seleciona os marcadores que podem ser lidos dentro de um período de tempo limitado (normalmente 16-20 segundos), às vezes pulando totalmente o primeiro marcador. Portanto, produtos descrições curtas, concisas e conversacionais se saem melhor em dispositivos habilitados para voz,de acordo com o especialista em conteúdo do produto Content26.

Um bom exemplo é a lista com marcadores que a Unilever criou para St. Ives Blemish Control Face Scrub. As marcas que querem criar uma ótima experiência de compra pela Alexa precisam prestar atenção no conteúdo. Uma vírgula fora do lugar pode tornar a descrição do seu produto inaudível.

4. Considere a promoção de produtos por meio de Alexa Deals

Alexa Deals são ofertas especiais em itens produtos para o dia a dia, disponíveis exclusivamente em dispositivos Alexa. A maioria das empresas que atualmente usam Alexa Deals são grandes marcas com grandes orçamentos, no entanto, é uma boa opção a se considerar se você deseja aumentar temporariamente as vendas em um dispositivo da Alexa— bem como uma oportunidade de testar o ROI de promoções específicas por voz.

Mas o mais importante, promover seus produtos no Alexa Deals ajudará os compradores a se acostumarem a comprar seus produtos: seu produto aparecerá no histórico de compras do comprador e, portanto, saltará para o topo da lista quando procuram um item semelhante no futuro usando seu dispositivo Alexa. A análise da Desbrava mostra que um produto Mentos Gum surgiu de uma parcela insignificante da categoria de “guloseimas” para uma participação de 35% no curso de alguns dias apenas usando uma promoção Alexa

5. Pense em experimentar o Alexa Skill

A Amazon desenvolveu mais de 15.000 habilidades (skills) ou ‘aplicativos’ para uso com o Echo, e é uma área em que muitas marcas estão se aventurando, elas começam a experimentar a tecnologia de voz. Campbell se tornou uma das primeiras marcas a lançar um Echo ‘habilidade’ ou aplicativo em 2015, permitindo que os usuários do Echo peçam receitas da “Campbell’s Kitchen” – o portal da empresa para conteúdo relacionado à culinária – assim como eles estão no processo de adicionar itens às suas listas de compras.

Mas, embora muitas marcas tenham relatado histórias de sucesso iniciais (Unilever’s Cleanipedia Skill – que responde a perguntas sobre limpeza doméstica com um link direto para eCommerce, “tirar manchas de vinho? Experimente o Persil” — agora tem 15.000 usuários no Reino Unido), também vale a pena investir tempo e investimento para explorar se as experiências ativadas por voz são adequadas para investimento digital.

Conheca-a-nossa-Ferramenta-de-Monitoramento-de-Redes-Sociais

Teste gratuitamente por 30 dias:

Desbrave as possibilidades com a gente, faça parte da Desbrava Data.